Translate

4 de março de 2013

Orquestra Sinfônica Heliópolis abre Temporada 2013 na Sala São Paulo



Sob regência do maestro Isaac Karabtchevsky, a orquestra se apresenta no dia 16 de março ao lado da pianista israelense Berenika Glixman


Uma grande estreia para uma grande Temporada – a maior da história da Sinfônica Heliópolis. Neste ano, a orquestra formada por alunos avançados do Instituto Baccarelli, vindos da comunidade de Heliópolis e de outras regiões do País e do mundo, fará nove programas diferentes na Sala São Paulo – vários deles com grandes nomes da música clássica. A primeira apresentação está marcada para o dia 16 de março (sábado), às 21h.

A pianista Berenika Glixman
Para inaugurar o terceiro ano consecutivo com uma temporada regular de concertos e também o terceiro ciclo de Isaac Karabtchevsky como diretor artístico e regente titular da orquestra, a Sinfônica Heliópolis terá como solista a jovem israelense Berenika Glixman, que, usando as palavras do maestro indiano Zubin Mehta, diretor artístico da Filarmônica de Israel e patrono da Sinfônica Heliópolis, nada mais é do que “uma das maiores promessas na nova geração de pianistas”. 

Junto dela, e com regência de Isaac Karabtchevsky, a Sinfônica Heliópolis apresenta o “Concerto para piano nº 4”, de Ludwig van Beethoven. Na segunda parte do concerto, a Sinfônica Heliópolis se reencontrará com a obra de Gustav Mahler, executando a “Sinfonia nº1, em ré maior” (“Titã”, como a obra é apelidada desde a sua criação), dois anos depois de ter arrancado suspiros do público e elogios da crítica, com a Sinfonia nº2 do compositor alemão, na estreia de Karabtchevsky à frente da orquestra.

Outro renomado músico de Israel vai compor a Temporada deste ano: O pianista Tomer Lev, que se apresentará como solista ao lado da orquestra no concerto do dia 3 de novembro. A presença cada vez mais recorrente de grandes nomes da música erudita de Israel nos concertos da Sinfônica Heliópolis é fruto da já consolidada relação entre o maestro Zubin Mehta e o Instituto Baccarelli.

E não para por aí. Um dos grandes nomes da última Temporada estará de volta à Sala São Paulo ao lado da Sinfônica Heliópolis no dia 7 de abril: O virtuoso violinista, violista e regente lituano Julian Rachlin, que, ao participar como solista e spalla do histórico concerto regido pelo maestro Zubin Mehta no Theatro Municipal de São Paulo, em agosto do ano passado, tornou-se o Principal Regente Convidado da Sinfônica Heliópolis.

E se 2013 será um ano de reencontros, será também um ano de estreia. Pela primeira vez, a Sinfônica Heliópolis terá como solista o violoncelista brasileiro Antonio Meneses, que ficou consagrado depois de vencer o Concurso Tchaikovski, em Moscou (1982). O concerto, que faz parte da Temporada oficial da orquestra na Sala São Paulo, está marcado para o dia 8 de junho. Todos os solistas convidados para a Temporada deste ano irão doar seus cachês para os projetos socioculturais desenvolvidos pelo Instituto Baccarelli, em Heliópolis. 

Sinfônica Heliópolis e Isaac Karabtchevsky na Sala São Paulo
Em 2012, a Sinfônica Heliópolis realizou sete concertos na Sala São Paulo. O último deles, no dia 21 de dezembro, foi um dos mais memoráveis na trajetória da orquestra, que se apresentou com lotação total de um dos espaços culturais mais importantes da capital paulista, com uma plateia visivelmente emocionada com a Nona Sinfonia de Beethoven.  



Nenhum comentário:

Postar um comentário